sábado, outubro 28, 2006

BANDO DE DADOS




Com que freqüência você vai ao médico ver seu banco de dados? Sim, o diagnóstico de um médico são dados para sua vida. É através de exames que você conhece o funcionamento do seu corpo e dos seus aparelhos.
Para uma empresa, não é diferente, o banco de dados é uma ferramenta de marketing capaz de gerar resultados fidedignos. Estamos rumo ao relacionamento, um dia agente chega lá, se continuarmos fazendo as lições de casa, chegaremos ao retorno sobre investimento.
Não quero dá uma de acionista puritana, não! Mas enfatizar que um investimento vai descer morro abaixo, se o relacionamento com clientes, funcionários, fornecedores e parceiros não for consistente.
Não é fácil implementar um banco de dados relacional. Muitas empresas que dizem estar ingressando nessa era, às vezes, estão num passo anterior. Nós denominamos esse estágio primitivo de “bando de dados”, no qual as informações são difusas. de difícil recuperação e incompletas. MADRUGA(2004, p.77).
A tecnologia é volátil, muitas empresas se perdem no meio do caminho. Ainda continuam com seus “bandos de dados”, praticando o marketing transacional, vivendo a idade da pedra lascada.
Vamos embora!

3 comentários:

ALF O Extasiado disse...

A consistencia pe uma busca que ainda causa muitos problemas. Realmente pouos aderem. Investir nesse grupo relacional nem semre dá sucesso Mas com uam certeza digo, é importante uma emrpesa ter uma relação perfeito, seja com funcionário ou cliente.

COmplicado.

;)

Bruna Rasmussen disse...

bah.. não dou lá muitos créditos aos médicos [embora minha mãe seja uma]

acho que é tudo sobre conseguir lidar com demoniozinhos internos :P

beijos

Tony disse...

literalmente, uma empresa não vive só de resultados, mas de quem faça eles acontecerem... o pior não é só possui-los, é usá-los mal, como boa parte das empresas faz... o telemarketing nao me deixa mentir sozinho... um ótimo feriado para ti...