sexta-feira, setembro 08, 2006

TELEMARKETING


Como você reage quando recebe ligações em momentos inesperados de pessoas querendo vender até a sogra? Dá até para imaginar você resmungando neste momento. Sim, ficamos indignados com um telemarketing ativo e automático. No qual tentam-nos empurrar produtos que não queremos consumir, expresso-me assim, como consumidora comum. Mas como profissional, sei que o telemarketing além de fundamental para uma organização tem muitos pontos a melhorar, por exemplo, deve ser mais brasileiro, quente, espontâneo, quebrando o modelo americanizado e frio.


Muitas das vezes quando você liga para um S.A.C., sua experiência é uma das piores possível, primeiro você tem que falar com a máquina e ficar apertando "um" para ir até o vigésimo andar, "dois" para escolher entre o bem e o mal, "três" para... Somente depois que seus dedos estão calejados e as orelhas queimadas, aparece algum ser do outro lado da linha, que não se difere da gravação automática para dizer que não vai poder te ajudar.


Não tenho nada contra o profissional de telemarketing, ele é pago para fazer este trabalho. Ele não pode exercitar seu lado humano, pois é obrigado a fazer sua rotina padrão. Mas sou contra o atendimento automático, se estamos rumo ao Relacionamento... Por que tem esse vácuo entre consumidor e empresa?

sexta-feira, setembro 01, 2006

BARREIRAS NO CAMINHO





Responda rápido! Quantas funções você desempenha na empresa onde trabalha?
Já sei, perdeu a conta, não mesmo? São tantas...

As organizações estão cada vez mais exigentes com seus atuais e futuros profissionais. Elas estão buscando profissionais multifuncionais. Ora, o mercado de trabalho está extremamente competitivo, e para sobreviver, você terá que trabalhar pelo menos por três profissionais. E não pense que estou exagerando. Se você não tem disposição ou está escolhendo emprego, não sei o que vai ser de você.

Já ouviu falar em acionistas? Pois é, estes são os que ditam as regras das empresas. De fato são os que querem o retorno sobre o investimento. O cliente tem sempre razão? Não quero levantar polêmica, mas só tem razão os rentáveis, os que gastam, o que geram lucro.
Aí, você me pergunta: Por que estamos a caminho do relacionamento, se aprendemos até agora que a transação é coisa do passado?

Aí, eu te repondo com outra pergunta: Você acha que este caminho é plano? não pensou nas barreiras que iríamos encontrar?
Bem-vindo ao mundo real! 

Se você pensa que está trabalhando muito, que está fazendo várias funções ao mesmo tempo e ainda com muita retidão. Não espere reconhecimento, não peça aumento e muito menos reclame pelos corredores, você faz mais que sua obrigação!
Nossa, Lena! você está sendo muito ácida. Negativo! Estou sendo realista, sabe qual é o maior patrimônio de uma empresa? Se você respondeu, funcionários ou clientes, enganou-se completamente. 

Se os funcionários são patrimônio, por que a Volkswagen do Brasil ignorou a pressão do governo federal e iniciou nesta terça a demissão de 1.800 trabalhadores da fábrica de São Bernardo do Campo (ABC paulista)? 

Se os clientes são patrimônio, por que são perturbados em pleno descanso por pessoas de telemarketing tentando vender alguma coisa? Nem vou entrar no mérito da questão, por que é assunto para próxima postagem. 

Não desista de percorrer este caminho eu sei que é árduo.